Notícias 10/02/2021 - 09:51 - Marizan Carvalho Silva

Senador professor Flávio Arns participará da 1ª Reunião Ordinária FEE-TO - 2021

Senador professor Flávio Arns participará da 1ª Reunião 2021 FEE-TO e falará sobre novo FUNDEB. Senador professor Flávio Arns participará da 1ª Reunião 2021 FEE-TO e falará sobre novo FUNDEB. -

O Senador  professor Flávio Arns participará da 1ª Reunião Ordinária do FEE/TO no próximo dia 04 de março de 2021. No Senado, Flávio Arns foi relator da PEC Nº 26/2020, que tratava do Novo FUNDEB e foi aprovada por unanimidade, dando origem à EC 108/2020, que tornou o fundo permanente na Constituição.

Flávio Arns conduziu diversas audiências públicas sobre o tema na Comissão de Educação, Cultura e Esportes, além de reuniões técnicas com consultores legislativos, especialistas, movimentos ligados à educação, parlamentares, prefeitos e governadores.  "O Novo Fundeb é uma conquista histórica para a educação brasileira. Um movimento que envolveu toda a sociedade e que produzirá efeitos importantes para os avanços que tanto buscamos para a nossa educação pública. O envolvimento de todos os atores educacionais é fundamental para que a legislação seja aplicada, fiscalizada e que as conquistas sejam concretizadas e transformem a qualidade do ensino em nosso país. Por isso, a iniciativa do Fórum Estadual de Educação do Tocantins em promover este debate é muito importante. Será um prazer falar sobre esse assunto durante a 1ª Reunião Ordinária de 2021", destacou.

A 1ª Reunião Ordinária do FEE/TO, com representantes de entidades acontecerá no dia 04 de março de 2021, das 14h às 18h.  

 

Senador  professor Flávio Arns

Formado em Letras pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR) em 1972 e em Direito pela Universidade Federal do Paraná (UFPR) em 1973, da qual se tornou professor.Concluiu, em 1979, mestrado em Letras pela UFPR, e obteve em 1980 o título de Ph.D. em Linguística, tendo como área de concentração linguagem e comportamento, pela Universidade Northwestern, em Illinois, Estados Unidos.

Foi, de 1983 a 1990, diretor do Departamento de Educação Especial da Secretaria de Educação do Paraná onde contribuiu desenvolvendo diversas atividades. Foi presidente da Federação Nacional das APAE, de 1991 a 1995 e de 1999 a 2001. Foi em 1995 presidente da Associação Brasileira de Desportos de Deficientes Mentais. Foi vice-presidente da Liga Internacional de Entidades Pró-Pessoas com Deficiência Mental, de 1996 a 1998. Foi presidente da Federação das APAE do Estado do Paraná, entre 1997 e 1999. Foi ainda Chefe da Delegação Brasileira, nos Jogos Paralímpicos de Verão de 1992, em Madrid, Espanha. Membro ainda do Conselho Nacional de Direitos da Pessoa Portadora de Deficiência (CONADE) e da Associação Nacional dos Amigos da Pastoral da Criança (ANAPAC).

Em agosto de 2015, foi empossado na Academia Paranaense de Letras, ocupando a cadeira de número 10, preenchendo a vaga da escritora e ex-primeira-dama do Paraná, Flora Munhoz da Rocha. A cadeira número 10 tem como patrono o escritor Telêmaco Augusto Enéas Morocines Borba.